Alexander Hoss

Personagem do Bozo. Meio-Elfo. Bardo. Leader.

Description:

Bardo do grupo. Leader.


Bio:

Alexander nasceu na cidade de Urik, filho de uma escrava. Sua mãe, uma elfa, trabalha no mercado élfico local desapegando as pessoas de seus pertences. Quando foi apanhada, foi presa e estuprada pelos Templários locais. Foi levada para o complexo dos escravos onde 9 meses depois morreu dando a luz a um garoto meio elfo. Alexander cresceu em meio a diversas outras crianças escravas, muitas órfãs como ele, mas devido a sua linhagem, nunca foi bem tratado. Os pais avisavam seus filhos para ficarem longe dele e as crianças jogavam pedras e fezes quando ele passava. Por conta disso, passava a maior parte do tempo com os adultos das demais raças escravas, ficando o mais afastado possível de humanos e elfos.

Alexander nunca desenvolveu as qualidades esperadas para um escravo. Apesar de possuir boa saúde, sempre foi um jovem fraco. Seu destaque vinha mesmo na forma com que conseguia enganar os outros e tomar para si os poucos bens que possuíam. Apostava desde coisas simples, como pulseiras e colares, até coisas sérias como parte da ração e da água diária. Essa pratica o botou em diversos apuros e muitas vezes foi punido severamente pelos Templários que vigiavam os escravos (e que não aceitavam perder para as trapaças do meio elfo). Mas foi devido a uma dessas surras que sua sorte mudou. Maetan Lubar, patriarca da mais poderosa casa nobre de Urik, viu o potencial do garoto e comprou-o para si.

Sendo agora posse dos Lubar, Alexander aprendeu a ler e escrever tanto o comum quanto a língua de sua mãe. Teve também aulas de canto e instrumentos. Entretanto, Maetan pretendia transformar Alexander não em um simples menestrel, mas em um verdadeiro bardo, para que assim, pudesse servir a seus propósitos. Para isso, contratou uma guilda de Dragonbornes feiticeiros para versá-lo nas artes arcanas. Em pouco anos Alexander já estava pronto para trabalhar para a família Lubar, espionando os demais nobres nas festas em que trabalhava como musico.

A nova vida de Alexander lhe rendeu bons frutos. Apesar de ainda ser um escravo, dispunha de luxos que a maioria dos demais jamais veria em vida. Isso acabou o deixando cada vez mais ousado e teve seu ápice uma noite, em uma das outras casas nobres. É costume um Sirdar (nobre de Urik) enviar para outro um menestrel ou um grupo de menestrel como presente. Era nesses momentos que Alexander fazia seu trabalho de espião para seu senhor. Nessa fatídica noite, Alexander deixou se encantar pela beleza da mulher do Sirdar e claramente cantou uma canção em homenagem a ela. O nobre, furioso com tamanha afronta de um escravo, cortou-lhe a língua e enviou-lhe de volta para Maetan, com o membro mutilado pendurado em seu pescoço. Furioso com a atitude do meio elfo, Maetan ordenou que seus soldados levassem Alexander para o deserto e o abandonassem por lá.
Nem mesmo Alexander saber como conseguiu sobreviver. Sofrendo com febre por causa do ferimento e com insolação por conta do calor, desmaiou em meio às areias do deserto. Quando acordou estava em uma caverna, na presença de um eremita Thri-Kreen. Os primeiros dias foram confusos em sua cabeça, devido à febre e alucinações, e quando finalmente melhorou, teve dificuldade para se comunicar com seu salvador. Com tempo, e com ajuda do eremita, conseguiu despertar um dom adormecido que permitiu com que se comunicasse mentalmente com os outros. Passou um ano na companhia do eremita, se recuperando fisicamente, mentalmente e espiritualmente. Nesse meio tempo, aprendeu a língua dele e sobre a importância de usar a magia arcana não para destruir, mas para preservar. Seu salvador nunca lhe disse seu nome e um dia, simplesmente partiu. Alexander esperou alguns dias para ver se ele voltava, mas foi em vão. Quando viu que seus recursos iriam acabar se permanecesse ali por mais tempo, partiu e sem muita dificuldade encontrou um grupo de mercadores rumando para Tyr. Segue com eles desde então.


Alexander Hoss

RPG na segundona DanielPellucci